EVENTOS

Centro Cultural Rio Verde, 28/11/2019

Show Intimista para poucos expectadores. 20h30.
Rua  Belmiro Braga, 119

Uma Ópera Canção de

Musicalidade Brasileira

 

NICO ANTONIO E OS FILHOS DO MAR

“Se a vida torna sua pele rígida e espessa, ainda assim, você é capaz de dançar?” 

Nico Antonio e os Filhos do Mar traz o show “O Paquiderme”, uma ópera canção onde uma narrativa é desenvolvida a partir das imagens poéticas presentes nas músicas, retratando ao longo das canções as transformações vividas por uma mulher que precisa lidar com as opressões de sua “Cidade”. Mesclam-se às músicas autorais, textos de escritores como Valter Hugo Mãe, Conceição Evaristo e Murilo Mendes, recitados por uma narradora. Trata-se assim de algo que se assemelha em forma às “óperas rocks”, com uma narrativa amarrando o show, mas com uma sonoridade mais brasileira, com ritmos como samba e baião, e influência de obras como Construção e Clube da Esquina.

 

O grupo estreou em 2017 no Teatro Santo Agostinho (São Paulo-SP), numa apresentação para mais de 300 pessoas. Apesar da importância do aspecto narrativo, suas músicas também possuem qualidade isoladamente, fato que conferiu em 2018 o prêmio curadoria do Festival MUSICANTO (Santa Rosa-RS), com a música "Filho" e a seleção no FENTAU (Festival Nacional de MPB de Taubaté) e no Festival de Canção Brasileira do SESI com a canção "Luta". Em 2019, o grupo flexibilizou o formato de sua apresentação (inicialmente acompanhada de um teatro) para facilitar a circulação por teatros e eventos, em paralelo ao lançamento de seu primeiro single nas plataformas digitais. Ainda em 2019, o grupo foi contemplado pelo ProAc de gravação de discos, fato que resultará, em 2020, no lançamento do álbum "O Paquiderme", com todas as músicas e recitativos que compõem o show.

 
Show More
 

CONHEÇA OS TEXTOS E LETRAS DE

O PAQUIDERME

 
 
HEITOR MARIN

BATERIA Nascido em Ribeirão Preto, iniciou-se na música aos 13 anos. Em 2007 mudou-se para São Paulo para estudar áudio e tecnologias de produção musical, trabalhou no Instituto de Áudio e Vídeo, Faculdade Santa Marcelina e Centro Cultural Rio Verde, e como Sound Designer na Tapps Games. Participou de congressos na Argentina, Colômbia, Estados Unidos e Brasil, em 2010 primeiro lugar na competição estudantil de gravação da 14ª Convenção Nacional da AES. Em 2017 voltou à bateria para este projeto.